Fórum ANJB
Entrevista a Ruthiel Trevisan.
Entrevistas
Sábado, 11 Abril 2009 11:18

Na "ressaca" da Festa do Basquetebol 2009 entrevistámos Ruthiel Trevisan, um dos jovens juízes nomeados para arbitrar com um árbitro de topo uma das quatro finais da Festa deste ano.

Aquando da realização da reunião preparatória dos juízes com o corpo de formadores e elementos do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Basquetebol, no momento das apresentações, Valdemar Cabral proferiu o nome Ruthiel Trevisan e os olhares de toda uma sala aguardaram que se levantasse o juiz. Acanhado, Ruthiel levantou-se respondendo "EU!".

Sou muito honesto... quando ouvi o Valdemar Cabral proferir este nome, a minha primeira reação foi: "Quem???!!!". E rapidamente procurei na sala, tal como os outros descobrir de quem se tratava.

Se no início o seu nome pouco vulgar em Portugal chamou a atenção, mais tarde com o seu desempenho em campo se justificaria a sua nomeação para um dos jogos da final. Este para muitos, tal como eu, um ilustre desconhecido no seio da arbitragem nacional viu ser premiada a sua conduta, entrega e qualidade demonstradas durante todo o evento.

É também da descoberta de novos valores da arbitragem que se faz a Festa do Basquetebol.

Deixo-vos com as declarações de Ruthiel Trevisan.

José Cardoso ( JC )       - Olá Ruthiel, agora que já sabemos o teu nome diz-me: Que idade tens?
Ruthiel Trevisan ( RT )   - Tenho 21 anitos.

JC  - A que Conselho de Arbitragem pertences?
RT - Faço parte do CAD de Braga.

JC  - Qual é a tua categoria como juíz?
RT - Sou árbitro estagiário.

JC  - Quantos anos tens de arbitragem?
RT - Sou novato ainda...  Apito somente à 2 épocas.

JC  - Foi o teu primeiro ano na Festa do Basquetebol?
RT - Sim, este foi o meu primeiro ano, apesar de ano passado ter recebido o convite... Mas infelizmente não pude comparecer.

JC  - O que sentiste ao "inaugurar" a competição com um jogo de sub-14 no Arena?
RT - Bem, para ser franco, não me senti confortável pois é um escalão onde não me sinto bem a apitar, não me sinto à vontade, principalmente o Sub-14 Feminino. Mas até correu bastante bem.

JC  - O que sentiste ao ser observado pela primeira vez?
RT - Hmm, senti-me um pouco nervoso no início, mas com o desenrolar normal do jogo o nervosismo dissipou-se e consegui abstrair-me por completo do meio envolvente, tentando fazer o meu melhor.

JC  - Quais foram as tuas maiores dificuldades durante toda a prova?
RT - Sem dúvida foi a gestão de esforços! Desde o primeiro dia que cheguei a Portimão que não me sentia muito bem... O pior é que os sintomas foram se agravando hora após hora. Tive de gerir muito bem a forma como descansava para poder estar com as condições mínimas para fazer um bom trabalho. O que não foi tarefa fácil.

JC  - Achas que as indicações que os observadores te deram durante a prova vão ser úteis no teu futuro próximo?
RT - Extremamente úteis! Principalmente as indicações do que eu estava a fazer bem durante o jogo! Foi óptimo sentir o apoio dos observadores, sentir que alguém está ali a ver o nosso trabalho, ter uma noção do que devo ou não fazer, do que faço mal e faço bem.

JC  - O que sentiste no Sábado à tarde ao saber que tinhas sido nomeado para arbitrar uma das finais com um árbitro de topo?
RT - Bem... Indescritível... Em primeiro lugar porque não estava de todo a espera, até já tinha arrumado o equipamento no saco... :)
Foi fantástico sentir que o meu esforço e o meu trabalho em campo foi visto. É uma sensação única estar no meio de tanta gente e saber que só 4 pessoas vão ter o privilégio de arbitrar uma final com um árbitro de topo, e, de repente, do nada, ouvir o nosso nome...

JC  - Como preparaste o jogo do dia seguinte?
RT - Hehe! Esse dia foi o mais crítico... Febre, tosse, má disposição e pa não bastar, de tanto assoar o nariz, as veias nasais não resistiram... Hemorragias constantes durante a noite... Foi uma noite péssima, horrivel. No meio disto tudo a única preparação foi uma oração para algum "Deus da arbitragem" para que que ajudasse no dia seguinte. hehheeheh.

JC  - Conseguiste dormir?
RT - Claro!! 10H no mínimo! Era a única forma de recuperar.

JC  - Como te sentiste durante o jogo?
RT - Bastante nervoso no início! Tanta gente naquele recinto! Tantas caras a olhar pa mim! Um mundo completamente novo para mim. No início do jogo senti que aquele nervosismo interferiu de alguma forma nas minhas decisões, mas depois tudo correu melhor, calmo e sereno como sempre.

JC  - Como avalias a tua prestação no jogo, e a oportunidade que tiveste de actuar com o Filipe Abreu?
RT - Honestamente acho que o jogo correu me bem, acho que dentro do possível estive sempre no lugar certo para poder ajuizar da melhor forma as diversas situações da melhor maneira. A oportunidade foi única. Foi muito bom apitar com o Filipe. Senti-me seguro e confiante ao apitar com ele.

JC  - O que mais gostaste nestes 5 dias de competição?
RT - Complicada a pergunta! Acho que o que mais gostei foi do ambiente competitivo, da pressão dos jogos e dos relacionamentos que fiz com os meus colegas de todo o país!

JC  - Esperas voltar no próximo ano?
RT - Anseio já que passe rápido este ano pa lá voltar outra vez!

JC  - Que sugestões fazes para que no futuro a Festa possa ser ainda melhor?
RT - Bem, uma sugestão que faço é que se reduzam um pouco a carga de jogos que todos fizemos nos 3 dias de competição. Foi bastante complicado conseguir aguentar todos os jogos, principalmente os consecutivos.

Resta-me desejar os maiores sucessos na tua carreira de arbitragem. Obrigado Ruthiel.

José Cardoso
 

 

   
       

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.